Além da produção animal: zootecnista fala sobre trabalho com nutrição pet

Não é novidade: a zootecnia é uma profissão que oferece uma longa lista de atuação no mercado de trabalho. Entre as atuações garantidas pela profissão está a nutrição pet, área ainda pouco explorada pelos zootecnistas mas que, aos poucos, ganha representatividade da categoria. Uma das zootecnistas que atualmente trabalha neste ramo é a Angélica Kischener, de Pilar do Sul, São Paulo. Ela trabalha como chef canina e nutricionista pet, elaborando cardápios e receitas naturais, que são desenvolvidas e testadas por ela antes de serem lançadas no mercado.

(Foto: arquivo pessoal)

“Também presto serviços de consultoria para empresas do ramo pet food, dando todas as informações necessárias para o funcionamento da empresa, desde a parte que envolve legislação até a elaboração dos cardápios, treinamentos etc. E para tutores que também querem fazer a comidinha de seus cães em casa, forneço os cardápios e um guia, ensinado literalmente tudo, o ponto de cozimento dos alimentos, o que pode usar e o que não pode, todas as informações necessárias para que ele possa elaborar um alimento completo e balanceado adequadamente”.

Atualmente, Angélica trabalha apenas com nutrição de pequenos animais. O que hoje é realização, começou como sonho em meados de 2014. Até este período, a zootecnista só havia trabalhado com nutrição de grandes animais. O ponta pé para que a profissional se dedicasse de vez para este mercado veio em 2016, quando um de seus cães ficou doente e se recusava a comer ração.

“Passei a cozinhar algumas coisas para fazer com que ele se alimentasse, pois o tratamento dependia disso. Salvamos ele e a partir daí eu comecei a pesquisar e ir mais a fundo nessa área de alimentação natural para pets. Eu saí da fábrica de rações onde trabalhava e, desde então, me dedico a isso”.

Uma das receitas naturais da zootecnista (Foto: arquivo pessoal)

Segundo Angélica, pelo trabalho de nutrição pet ser correlato com o de médicos veterinários, ela tem um cuidado a mais na hora de prestar consultoria para tutores de pequenos animais.

“Minhas consultorias são sempre baseadas no estado de saúde atual do animal. Quando o animal apresenta um estado que demanda mais cuidados, como câncer por exemplo, eu somente elaboro o cardápio através de um laudo do veterinário explicando exatamente a situação do animal. Animais saudáveis, eu sempre sugiro que o tutor procure por veterinário antes, para termos a plena certeza de que o animal está 100%, e assim elaborar o melhor plano dietético para ele”.

ESPECIALIZAÇÃO

Para atuar neste ramo, Angélica busca constantemente se especializar através de cursos. Segundo ela, as pós-graduações oferecidas no Brasil hoje são, em sua maioria, voltadas para a indústria de rações, deixando de lado conteúdos voltados para dietas de cães e gatos.

(Foto: arquivo pessoal)

“Felizmente, existem alguns cursos nesses moldes em nutrição de pets, que são extremamente ricos em conteúdo e oferecem bastante segurança para podermos trabalhar com tranquilidade e executarmos um excelente trabalho. No mês de setembro deste ano, teve início o primeiro curso de pós-graduação em nutrologia do Brasil e pra nós isso é maravilhoso”.

No começo do sua jornada na nutrição natural para pets, Angélica relembra que ela encontrou uma certa resistência no mercado, que costuma ser dominado por médicos veterinários neste setor.

“Eu mesma me sentia insegura algumas vezes, pensando que talvez pudesse estar fazendo alguma coisa que não cabia a um zootecnista. Mas fui procurar informações legais junto ao Conselho e me tranquilizei. A falta de informação ainda exclui o zootecnista deste segmento. O que é uma pena, é uma área que está em expansão e precisa de vários profissionais atuando. Quem melhor que o zootecnista para entender de nutrição?”.

15 Comentários
  1. Vivian Elizabhet Bianchet 8 meses atrás

    Parabéns Angelica e parabéns a ABZ pela matéria.

    • Angelica Kischener de Moura 8 meses atrás

      Super legal né Vivi!! Muito obrigada querida!! :*

  2. Vilma Felipetto 8 meses atrás

    Parabéns amiga! Sucesso nesse ramo que escolheu!

    • Angelica Kischener de Moura 8 meses atrás

      Obrigada Vilma. Grande beijo!!

  3. Soliris Castillo 8 meses atrás

    Oi Angelica, sou Colombiana, zootecnista igual do que vc e trabalho com nutriçao de monogastricos, fiz pos no Brasil e agora que voltei para o meu pais, estou tentando entrar no mercado de nutrição natural para pets, tenho lido sobre a dieta Barf e tento aplicar os meus conhecimentos para fazer dietas saudaveis, pois as rações em pets nem sempre è a melhor… achei super legal o seu trabalho, poderiamos trocar ideas e quem sabe atè fazer parceria Brasil-Colombia

    • Angelica Kischener de Moura 8 meses atrás

      Oi Soliris, tudo bem?
      Muito obrigada!! É exatamente está minha missão, trazer mais zootecnistas pra esta área de atuação, que sem dúvida é maravilhosa!!
      Claro, Será um prazer!! Podemos conversar sempre. Vai ser um barato esse intercâmbio de informações!!

  4. Leonardo Macedo 8 meses atrás

    Me interessei por essa área, o trabalho do zootexnista é maravilhoso. Curso que me escolheu ❤????, quem sabe eu encare esse novo desafio mais na frente.

    Bjs e belo trabalho…

    • Angelica Kischener de Moura 8 meses atrás

      Leonardo muito obrigada!! E fico muitíssimo feliz em plantar essa semente em profissionais como eu, Zootecnistas!! Precisamos de muito mais profissionais trabalhando nessa área! Forte abraço!!

  5. Filipe Castro 8 meses atrás

    Parabéns Angélica. Fico feliz em ver nossa profissão se valorizando cada vez mais. Sucesso!!!

  6. Carlinhos Santos 8 meses atrás

    Olá, Angelica… parabéns pelo trabalho!

    A área de nutrição de pets é uma ótima atividade da Zootecnia e sem dúvida, uma área que tem muito a ser explorada, considerando que as grandes empresas fabricantes de alimentos para animais domésticos já possui grande parcela do mercado, portanto, sendo algo inovador e promissor a quem se inteirar deste caminho. Mais uma vez, sucesso Angélica e parabéns a ABZ pela reportagem!

  7. João Franz Tegethoff 6 meses atrás

    O mercado PET para o Zootecnista é extremamente de oportunidades, principalmente em fábricas de rações, com formulações, dietas, criação de produtos, etc… É um caminho a ser percorrido com bastante atenção e muito trabalho, detalhes fazem as diferenças, e nesse seguimento, o lado emocional dos donos desses animais, não devem ser deixados de lado. Conhecer fábrica, como funciona, conhecer custos, e principalmente ingredientes, suas inteirações , etc, são fundamentais .

  8. João Franz Tegethoff 6 meses atrás

    O mercado PET para o Zootecnista é extremamente de oportunidades, principalmente em fábricas de rações, com formulações, dietas, criação de produtos, etc… É um caminho a ser percorrido com bastante atenção e muito trabalho, detalhes fazem as diferenças, e nesse seguimento, o lado emocional dos donos desses animais, não deve ser deixado de lado. Conhecer fábrica, como funciona, conhecer custos, e principalmente ingredientes, suas inteirações , etc, são fundamentais .

  9. João Franz Tegethoff 6 meses atrás

    O mercado PET para o Zootecnista é extremamente de oportunidades, principalmente em fábricas de rações, com formulações, dietas, criação de produtos, etc… É um caminho a ser percorrido com bastante atenção e muito trabalho, detalhes fazem as diferenças, e nesse seguimento, o lado emocional dos donos desses animais, não deve ser deixados de lado. Conhecer fábrica, como funciona, conhecer custos, e principalmente ingredientes, suas inteirações , etc, são fundamentais .

  10. Viviane 4 meses atrás

    Sou Zootecnista e sempre gostei de estudar nutrição de cães e gatos. Esta é a área em que sempre sonhei em trabalhar. Parabéns Angélica pela bela iniciativa e sucesso!

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2018 Associação Brasileira de Zootecnistas
Desenvolvido por Agrobase
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account