(Foto/Divulgação: Dino)

Esperando um crescimento de 30% em 2019, o Grupo Semex, um dos mais tradicionais do mercado de genética bovina no Brasil, apostou em um zootecnista para executar seu plano de expansão deste ano. Daniel Schwahofer de Carvalho assumiu a Gerência de Mercado e agora é responsável pela coordenação de prospecção de vendas para três empresas do grupo: a Tairana (que atua no segmento de coleta e processamento de sêmen), o Cenatte (que atua no segmento de embriões) e a Semex Brasil (Central de inseminação artificial).

De acordo com o diretor presidente do Grupo Semex, a entrada de Daniel Schwahofer de Carvalho para a equipe faz parte do planejamento estratégico para ampliar a participação da corporação no mercado de inseminação artificial, especialmente no corte.

“Ele atuará juntamente com toda equipe de campo da Semex para fomentar e desenvolver a qualidade dos produtos. Em 2018, o mercado de genética nacional vendeu mais de 9,5 milhões de doses das raças de corte, o que realmente assegura e chancela o nosso planejamento em trabalhar com mais afinco e dedicação nesse segmento que tanto cresce no Brasil. O Daniel vem para somar nesse trabalho do Grupo Semex, capacitando a equipe e gerando os melhores serviços, programas e produtos”, assegura o diretor presidente da Semex Brasil, Nelson Ziehlsdorff.

O zootecnista terá a seu favor o amplo conhecimento do mercado pecuário conquistado ao longo de sua carreira. Começou como trainee na Agropecuária Jacarezinho, em Valparaíso (SP), um dos maiores projetos pecuários do país e, depois, atuou em diversas áreas da empresa, como nutrição de bovinos de corte, melhoramento genético, marketing e comercial. Recentemente, atuava no segmento de genética com foco em pecuária leiteira e exportação.

“Estou em uma fase de busca por novos desafios e a vinda para o Grupo Semex está ocorrendo em um momento muito oportuno e de grandes possibilidades para a pecuária nacional. Os novos desafios me motivam e me fazem querer ir mais longe junto da companhia, com muito entusiasmo e vontade de produzir. Tudo isso aliado a uma grande expectativa em relação ao projeto de aceleração da empresa que mais cresce no setor no Brasil”, conclui Daniel.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?