Em maio, a quantidade de bovinos abatidos no estado do Mato Grosso foi a maior desde janeiro de 2015. Ao todo, foi atingida a marca de 413,95 mil cabeças. O maior volume anterior era de 468,62 mil animais abatidos, no primeiro mês do ano passado. Já em maio de 2015 foram 374,7 mil cabeças abatidas, o que representa um aumento de 10,48% em comparação com o mesmo mês deste ano. Os números são do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

De acordo com os dados do Imea, em relação a abril deste ano, a alta foi de 18,38% (349,67 mil animais abatidos). O instituto relembra que, nesta época do ano, os pecuaristas começam a se preparar para o período de estiagem, já que costuma diminuir o clima chuvoso no Estado. Com a chegada desta época do ano, é comum que se diminua também a lotação de animais nas pastagens antes do início da entressafra.

Apesar do recorde, devido ao clima, a oferta de animais terminados, prontos para abate, está mais restrita este mês. O resultado foi uma leve alta de 0,61% no preço médio pago pela arroba de boi gordo na semana passada ante a anterior, atingindo R$ 132,58, informa o Imea.

“E devem continuar a sofrer ainda mais em 2016, por isso, a movimentação de vendas de bovinos em maio mostrou-se tão acentuada”, disse análise do Imea.

Segundo o instituto, isso aconteceu devido ao volume de chuvas ter ficado aquém da média histórica para o período, o que influenciou negativamente as pastagens pela falta de manejo adequado.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?