Prosa com Zootecnista: Guilherme Minssen

Na terceira edição do quadro Prosa com Zootecnista, a Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ) traz uma entrevista com Guilherme Minssen, do Pará. Formado em zootecnia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), ele é leiloeiro rural na empresa GMinssen Assessoria Rural. Atualmente, é diretor da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Paraná (FAEPA) e participante da Comissão Nacional de Agronegócio do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CONAGRO-CFMV).

Na entrevista, Minssen fala sobre suas motivações profissionais e percepções sobre a Zootecnia na atualidade.

 

ABZ: O que te levou a fazer Zootecnia?

Minssen: Em 1979 no Rio Grande do Sul, procurei entre os cursos de Ciências Rurais da UFSM, qual seria o mais apropriado para mim. Eduardo Minssen meu irmão já cursava Engenharia Florestal e um amigo e produtor rural Jorge de Lara da Estância Chalé, me indicou a Zootecnia.

 

ABZ: Hoje você é bem conhecido na área, principalmente, pelos seus trabalhos na área dos leilões rurais. O que te levou a trabalhar neste setor?

Minssen: A área de leilões rurais, veio com as propriedades onde eu trabalhei como Zootecnista no Pará, quando em uma destas: CALISA (Campo Limpo Agropecuária SA) iniciou os leilões Tinga-Una em 1985. No início como assessoria técnica e comentários ao leiloeiro Daniel Bilk da REMATE Leilões.

 

ABZ: Quais as atividades que você desempenha no meio dos leilões rurais? Além desta área, você atua em algum outro segmento da profissão?

Minssen: Nos leilões rurais, além de leiloeiro, fazemos a avaliação de fenótipo e fenótipo para os comentários dos lotes apresentados. Como zootecnista, trabalhamos, com grandes ruminantes de corte e leite, além da piscicultura e gestão de propriedades rurais.

 

ABZ: Como você avalia a sua área de trabalho do ponto de vista da presença de zootecnistas? É uma área bastante procurada pelos profissionais ou ainda é necessário ser mais ocupada?

Minssen: Na área de comercialização animal, os colegas Zootecnistas são os mais atuantes e preparados para este setor, tendo visão de produto e principalmente capacidade de avaliação frigorífica ou de habilidade leiteira, ou de esportes e trabalho nos equinos. Acredito que em médio prazo teremos ainda mais Zootecnistas no setor.

 

ABZ:  Se você pudesse dar um conselho para alguém que está iniciando na zootecnia agora, qual seria?

Minssen: primeiro conselho que sempre repito é o acadêmico ser filiado ao órgão de classe que o representa e se possível participar das atividades e fomentar estas organizações. Ser filiado a ABZ é primordial. O segundo conselho é depois de conhecer toda a base da profissão desde o solo, a planta e os animais, descobrir em que setor é a sua maior preferência e depois colocar foco total nesta atividade. Seja o melhor no que se propor a trabalhar.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2018 Associação Brasileira de Zootecnistas
Desenvolvido por Agrobase
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account