O rebanho bovino do Mato Grosso atingiu o recorde de 29,26 milhões de cabeças em 2015. O aumento de 2,77% acima do ano anterior foi divulgado pelo Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea).

Segundo os dados divulgados pelo Indea, o plantel de fêmeas acima de 24 meses foi o que mais cresceu no último ano. Somente nessa faixa de idade, o incremento foi de 592,55 mil cabeças.

“Tal fato explica-se pelo movimento de retenção de fêmeas que vem ocorrendo nas fazendas de cria no Estado, já que a atividade tem encontrado suporte nos preços elevados da reposição”, disse o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) em relatório divulgado na última segunda feira (18).

O número de machos acima de 24 meses agora é de 3,96 milhões de cabeças, aumento de 68,43 mil cabeças em relação a 2014. No estado, a arroba do boi gordo fechou a semana passada com preços alta de 0,20%. Já a vaca gorda se desvalorizou 0,04%. O preço do bezerro recuou 0,58% nos sete dias, para R$ 1.275,00 a cabeça, em média.

“O diferencial de base SP-MT apresentou queda de 0,21 ponto porcentual, fechando a semana com média de 15,65%”, informou o Imea.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?