CARACTERÍSTICAS PRODUTIVAS DE BOVINOS NELORE PADRÃO E MOCHO CRIADOS EM BIOMA CERRADO

Murilo Pereira Machado1, Ariel Mendes de Resende2, Danilo Diogo de Oliveira3, Joice de Medeiros Miguel4, Danilo Rodrigues Boaventura5, Rayzildo Barbosa Lôbo6, Gabriel Corsino Borges7, Carina Ubirajara de Faria8
1 - Universidade Federal de Uberlândia
2 - Universidade Federal de Uberlândia
3 - Universidade Federal de Uberlândia
4 - Universidade Federal de Uberlândia
5 - Universidade Federal de Uberlândia
6 - Assoociação Nacional de Criadores e Pesquisadores
7 - Universidade Federal de Uberlândia
8 - Universidade Federal de Uberlândia

RESUMO -

Comparou-se os índices zootécnicos de bovinos Nelore padrão e mocho criados no bioma Cerrado em regime de pastagem. As informações de 135.939 animais Nelore padrão e 50.903 animais Nelore mocho foram provenientes de rebanhos participantes da Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores. Foram avaliadas as características de peso aos 120, 210, 365 e 450 dias de idade, perímetro escrotal aos 365 e 450 dias de idade, produtividade acumulada, idade ao primeiro parto, área de olho de lombo e acabamento de carcaça. Os dados foram analisados pelo método dos quadrados mínimos. Verificou-se que o Nelore mocho apresentou médias fenotípicas superiores ao Nelore padrão para as características de crescimento e produtividade acumulada. Já o Nelore padrão apresentou médias fenotípicas superiores para as características de carcaça. As características reprodutivas de perímetro escrotal e idade ao primeiro parto não apresentaram diferença significativa entre as médias dos animais padrão e mocho.

Palavras-chave: Bovinos de Corte, Características de Carcaça, Crescimento, Reprodução

PRODUCTIVE TRAITS OF NELORE WITH HORN AND POLLED CREATED IN CERRADO BIOME

ABSTRACT - The zootechnical indexes of cattle of the Nelore with horn and polled Nelore breeds raised in the Cerrado biome under pasture were compared. The information came from herds participating in the Nelore Brazil Program of the National Association of Breeders and Researchers. It was evaluated the characteristics of weight to 120, 210, 365 and 450 days, scrotal perimeter to 365 and 450 days, age at first calving, cumulative productivity, rib eye area and finishing of fat. The data were analyzed by the least squares method. Based on the zootechnical indexes analyzed, it was verified that polled Nelore was superior in growth characteristics and cumulative productivity. The Nelore with horn was superior in carcass characteristics. The reproductive characteristics scrotal perimeter and age at first calving did not present significant differences between the means of the horn and no horn animals
Keywords: Beef Cattle, Carcass Traits, Growth, Reproduction


Introdução

O bioma Cerrado se destaca no Brasil como o bioma de maior produção da pecuária nacional, possuindo o maior rebanho comercial do país totalizando, aproximadamente, 129 milhões de cabeças (ANUALPEC, 2014). Considerando a importância da pecuária de corte para o Cerrado e para todo o Brasil, podemos destacar as raças zebuínas, em especial a Nelore, como uma das raças de maior utilização no país. O Nelore selecionado no Brasil pode ser considerado como um patrimônio legitimamente nacional que é capaz de produzir carne de qualidade com menor custo, e que é exportada para mais de 146 países (ACNB, 2006). A raça Nelore pode ser dividida em animais aspados (com chifres) e mochos (sem chifres). O Nelore mocho surgiu e multiplicou-se no Brasil, não tendo sido relatado em nenhum outro lugar no mundo. O Nelore mocho despertou o interesse dos produtores devido apresentar maior facilidade de manejo em relação ao Nelore padrão, permitindo maior lotação nos caminhões, currais e cochos, além de evitar constantes lesões de carcaças e couros, tornando o manejo menos perigoso. Apesar das diferenças observadas em relação ao manejo, não há relatos na literatura que comprovem ou exponham diferenças de produção entre o Nelore padrão e mocho. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi comparar os índices zootécnicos de características produtivas de bovinos Nelore padrão e mocho criados no bioma Cerrado em regime de pastagem.

Revisão Bibliográfica

Registros descrevem que a primeira aparição da raça Nelore no Brasil ocorreu em 1868, quando foi importado um casal de animais provenientes da Inglaterra e que desembarcaram em Salvador, Bahia. Cerca de 10 anos depois, mais animais foram importados da Alemanha como animais exóticos. Alguns anos depois, outros animais da raça Nelore começaram a ser importados diretamente da Índia. As últimas e significantes importações aconteceram em 1960 e 1962, nessa última, vieram os reprodutores que são os representantes ou genearcas da base formadora das principais linhagens da raça Nelore, como os touros Karvadi, Taj Mahal, Golias, Rastã, Checurupadu, Godhavari, Padu e Akasamu (ACNB, 2006). O Nelore mocho é uma variedade que apareceu e se desenvolveu no Brasil. O primeiro relato de um animal desprovido de chifres ocorreu em Araçatuba, São Paulo, em 1957, onde do cruzamento de dois animais Nelore padrão (com chifres) resultou no nascimento de um animal mocho (SANTIAGO, 1987). Mais tarde esse animal foi usado com reprodutor e observou que todas as progênies eram mochas, caracterizando um caráter dominante. Assim, desenvolveu-se uma família geneticamente sem chifres que hoje, conhecida como Nelore mocho, é amplamente produzida no Brasil. A raça Nelore (padrão e mocho) é a raça em maior número encontrada dentro do território nacional (ANUALPEC, 2014). Segundo dados da ABCZ (Associação Brasileira de Criadores de Zebu), de 2004 a 2014 foram registrados mais de 3,8 milhões de animais Nelore padrão e 270 mil animais Nelore mocho, onde juntos correspondem a mais de 80% dos totais de registros da ABCZ, sendo de longe os maiores contribuintes em comparação as demais raças. A adaptação do Nelore às condições do Cerrado é uma das explicações para seu amplo uso. Apesar de todas as qualidades de adaptação, algumas características produtivas ainda precisam ser aprimoradas, por meio da seleção (YOKOO et al., 2007). As pressões exercidas atualmente pelo mercado e a necessidade de se produzir carne bovina de boa qualidade, de forma eficiente e competitiva, têm estimulado pecuaristas e pesquisadores a buscarem alternativas de critérios de seleção para precocidade, tanto de crescimento como sexual, além da qualidade de carcaça (YOKOO et al., 2007) de bovinos Nelore.

Materiais e Métodos

Utilizou-se informações de 135.939 animais Nelore padrão e 50.903 animais Nelore mocho provenientes de rebanhos participantes do Programa Nelore Brasil da Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP). Todos os animais foram recriados no bioma Cerrado em regime de pastagens. As características produtivas avaliadas contemplaram as informações de: peso padronizado aos 120 (P120, kg), 210 (P210, kg), 365 (P365, kg) e 450 (P450, kg) dias de idade; perímetro escrotal padronizado aos 365 (PE365, cm) e 450 (P450, cm) dias de idade; idade ao primeiro parto (IPP, meses), produtividade acumulada (PAC, kg de bez/ano); área de olho de lombo (AOL, cm2) e acabamento de carcaça (ACAB, mm). As características relacionadas à carcaça (AOL e ACAB) foram obtidas por meio da ultrassonografia. A área de olho de lombo (AOL) e espessura de gordura subcutânea (EG) foram mensuradas entre a região da 12ª e 13ª costelas, transversalmente sobre o músculo Longissimus dorsi. Já a espessura de gordura subcutânea na garupa (EGP8) foi mensurada na intersecção dos músculos Gluteus medius e Biceps femoris, localizados entre o ílio e o ísquio. A característica acabamento (ACAB) é um índice que contempla 65% da EGP8 e 35% da EG. Para verificar os efeitos da variedade (mocho e padrão) sob as características produtivas estudadas, foram realizadas análises de variância (ANOVA) utilizando-se o método dos quadrados mínimos por meio do procedimento GLM (General Linear Model) do SAS (SAS, 2004). Deve se ressaltar que também foram verificados no modelo os efeitos de sexo, estação e ano de nascimento, fazenda, lote de manejo e classe de idade da vaca ao parto. Com o intuito de comparar as médias fenotípicas entre os animais da raça Nelore, mocho e padrão, foi realizado o teste de Tukey, sendo considerado diferença estatística quando P ≤ 0,05.

Resultados e Discussão

As fontes de variação testadas e as significâncias dos efeitos contemplados nos modelos de análise de variância para as características produtivas mensuradas em bovinos Nelore mocho e padrão são apresentadas na Tabela 1. O sexo apresentou efeito significativo (P<0,005) para todas as características excluindo as reprodutivas (PE, IPP e PAC) que são medidas em apenas um sexo. A estação do ano não apresentou significância para as características de qualidade de carcaça (AOL e ACAB) uma vez que as mesmas são mensuradas mais tardiamente tendo pouca relação com tal variável, sendo significativa para as demais variáveis. Os efeitos ano de nascimento, fazenda e lote de manejo foram significativos para todas as características produtivas testadas. A classe da vaca ao parto influenciou todas as características, exceto PAC, AOL e ACAB. O efeito variedade só não foi significativo nas características perímetro escrotal e idade ao primeiro parto, tendo o valor de P<0,005 para as demais características. Ressalta-se que o efeito da idade do animal no momento da avaliação de ultrassonografia foi incluído nos modelos de análise de variância para as características AOL e ACAB sendo significativo (P < 0,0001) para ambas as características. Na Tabela 2 é apresentada a comparação das médias das características produtivas dos animais Nelore padrão e mocho criados em bioma Cerrado. Ao analisar as características de crescimento, percebe-se que ao comparar animais para as características de peso aos 120, 210, 365 e 450 dias de idade, identificou-se diferença significativa entre as médias, com superioridade dos animais mochos, assim demonstram que os animais Nelore mocho tendem a ser mais pesados que os animais Nelore padrão criados em bioma Cerrado. Animais com melhor ganho de peso se tornam mais importantes ao sistema de bovinos de corte, uma vez que chegam ao peso de abate mais precocemente, exigindo um menor investimento, gerando assim uma maior receita para propriedade. Não houve diferença estatística entre as médias das características reprodutivas perímetro escrotal e idade ao primeiro parto. Tais características são indicadoras de precocidade sexual, desta forma podemos inferir que animais Nelore padrão e mocho atingem a puberdade em média no mesmo período de tempo. Na característica produtividade acumulada (PAC) observou-se superioridade dos animais Nelore mocho em relação ao Nelore padrão. Matrizes com melhor produtividade acumulada desmamam mais quilos de bezerros por ano sendo mais eficientes na reprodução (LÔBO et al., 2008). Já para as características de carcaça, o Nelore Padrão foi estatisticamente superior ao Nelore Mocho. A maior área de olho de lombo e o melhor acabamento de gordura implicam em melhor rendimento e qualidade de carcaça, sendo mais interessantes para a indústria e o mercado consumidor, possibilitando um melhor retorno financeiro ao produtor (FREITAS et al., 2008).

Conclusões

Ao se analisar os índices zootécnicos de ambas as variedades se concluiu que, o Nelore mocho se destaca, fenotipicamente, para as características de crescimento como, peso aos 120, 210, 365 e 450 dias de idade, e também a produtividade acumulada. Já o Nelore padrão apresentou melhores resultados fenotípicos para as características de área de olho de lombo e acabamento de carcaça.

Gráficos e Tabelas




Referências

ANUALPEC. Anuário da Pecuária Brasileira. São Paulo: Instituto FNP, 2014 21ª Ed. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRIADORES DE NELORES – ACNB; Histórico; SÃO PAULO/SP - BRASIL - COPYRIGHT 2006; Disponível em: http://www.nelore.org.br/Raca/Historico; Acesso em: 18/01/2016 FREITAS, A.K.; RESTLE, J.; PACHECO, P.S.; PADUA, J.T.; LAGE, M.E.; MIYAGI, E.S.; SILVA, G.F.R. Características de carcaças de bovinos Nelore inteiros vs castrados em duas idades, terminados em confinamento. Revista Brasileira de Zootecnia, v.37, n.6, p.1055-1062, 2008. LÔBO, R. B.; BEZERRA, L. A. F.; FARIA, C. U.; MAGNABOSCO, C. U.; ALBUQERQUE, L. G.; BERGMANN, J. A. G.; SAINZ, R. D.; OLIVERA, H. N.; Avaliação de Touros e Matrizes da raça Nelore; Sumário 2008; Ribeirão Preto 2008. SANTIAGO, A. A. Gado Nelore: 100 anos de seleção. São Paulo, 1987. 591p. SAS Institute Inc. SAS OnlineDoc® 9.1.3. Cary, NC: SAS Institute Inc., 2004. YOKOO, M. J. I.; ALBUQUERQUE L. G.; LÔBO, R. B.; SAINZ, R. D.; JÚNIOR, J. M. C.; BEZERRA, L. A. F.; ARAUJO, F. R. C. R.; Estimativas de parâmetros genéticos para altura do posterior, peso e circunferência escrotal em bovinos da raça Nelore; Revista Brasileira de Zootecnia, v.36, n.6, p.1761-1768, 2007.





©2022 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?