Diferenças no desempenho produtivo de cordeiros de classes sexuais destintas

Amanda Gobeti Barro1, Camila Constantino2, Edson Luis de Azambuja Ribeiro3, Francisco Fernandes Junior4, Natália Albieri Koritiaki5, Guilherme Agostinis Ferreira6, Maciel Junior Pires Tristão Barbosa7, João Paulo Batista8
1 - Universidade Estadual de Londrina
2 - Universidade Estadual de Londrina
3 - Universidade Estadual de Londrina
4 - Universidade Estadual de Londrina
5 - Universidade Estadual de Londrina
6 - Universidade Estadual de Londrina
7 - Universidade Estadual de Londrina
8 - Universidade Estadual de Londrina

RESUMO -

O desempenho produtivo de machos e fêmeas em confinamento depende do fornecimento da dieta e de outros fatores de sanidade e manejo. Objetivou-se analisar o desempenho de animais de mesma idade tratados com a mesma dieta em confinamento mas de classes sexuais distintas. O delineamento experimental foi completamente casualizado onde foram utilizados 50 cordeiros Santa Inês, sendo 25 fêmeas e 25 machos. Foi avaliado o desempenho, biometria e ultrassonografia dos animais dos diferentes tratamentos. Os dados foram submetidos a análise de variância e teste Tukey com nível de variância de 5%. Os cordeiros machos apresentaram maior desempenho produtivo, pois demonstrou maior ganho de peso diário, e maiores medidas de altura do dorso e do posterior, indicando então que estes necessitam de um menor tempo de terminação em confinamento.

Palavras-chave: Biometria, confinamento , fêmea, macho, ultrassom.

Differences in the productive performance of lambs from different sexual classes

ABSTRACT - The productive performance of confined males and females depends on dietary supply and other health and management factors. The objective was to analyze the performance of animals of the same age treated with the same feedlot diet but of different sex classes. The experimental design was completely randomized, where 50 Santa Inês lambs were used, 25 females and 25 males. The performance, biometry and ultrasonography of the animals of the different treatments were evaluated. The data were submitted to analysis of variance and Tukey test with level of variance of 5%. Male lambs showed higher productive performance, as they showed greater daily weight gain, and higher measures of height of the back and front, indicating that they require a shorter end time in confinement.
Keywords: Biometrics, feedlot, female, male, ultrasound.


Introdução

Na conjuntura atual, algumas ações tomadas podem ser de fundamental importância no rumo da ovinocultura. Entre elas, são criadas formas de otimizar o desempenho dos animais e consequentemente a lucratividade da atividade. A limitação quantitativa e qualitativa de nutrientes fornecidos pelos alimentos, resulta em um estresse nutricional, que impede o animal de expressar todo o seu potencial de crescimento tendo consequências diretas no seu desempenho. A classe sexual constitui outro fator que pode influenciar a qualidade das carcaças e da carne dos animais. Geralmente, em machos não castrados, verifica-se maior velocidade de crescimento e maior rendimento de carcaça, em relação aos castrados (Carvalho et al., 2005) .O entendimento de todos esses fatores de interferência no produto final tem grande importância na qualidade e padronização do produto final. Para alcançar uma definição clara sobre o tipo de produto, padronização da carcaça e da carne, é necessário um esforço conjunto dos produtores, associações de criadores, indústria transformadora e também do sistema de pesquisa para gerar um volume de informações consistentes como base deste processo. Entre eles, a classe sexual pode influenciar diretamente em parâmetros como peso de abate, ganho de peso diário e em medidas biométricas. Objetivou-se analisar as diferenças de desempenho, biometria e ultrassom de cordeiros machos e fêmeas terminados em confinamento.


Revisão Bibliográfica

De acordo com Reis et al. (2004), a determinação do peso corporal dos animais é importante para se avaliar o crescimento, o estado nutricional e ajuste de dietas em função das suas exigências. Em decorrência deste aumento na produção de carne ovina,
surge a necessidade de avaliarmos os animais quanto a eficiência produtiva que pode ser afetada pela combinação entre fatores ambientais e genética. Pode-se citar entre os fatores ambientais o sexo, ano de nascimento, disponibilidade de alimentos às ovelhas em gestação e lactação, tipo de nascimento e efeitos maternais, mas principalmente a idade das ovelhas influenciando nas demais produções devido à mudança das exigências nutricionais. Esses parâmetros exercem influência direta no desempenho animal, e o conhecimento e gerenciamento destes é imprescindível ao bom planejamento e sucesso da atividade (KORITIAKI, 2011). Na avaliação dos animais para a produção de carne, são importantes as mensurações das características conformacionais, como o comprimento do corpo, perímetro torácico, altura do anterior e do posterior, pois as mesmas apresentam relação com o rendimento de carcaça e a capacidade digestiva e respiratória dos animais (OSÓRIO et al., 1998). A avaliação das características conformacionais,chamadas também de avaliações in vivo, visa buscar e selecionar o tamanho e o tipo de animal para as produções ovinas (SILVA, 2011).


Materiais e Métodos

O experimento foi realizado na Fazenda Escola da Universidade Estadual de Londrina com 50 cordeiros no período de terminação. O delineamento foi completamento casualizado dividido em dois tratamentos, sendo 25 machos e 25 fêmeas. A ração foi formulada visando atender as exigências estabelecidas pelo NRC (2007) para cordeiros com ganhos de 250 g/dia. Os animais foram alojados individualmente em baia (1,5 x 1,0 m) em galpão coberto com piso ripado. Após um período de 7 dias, aonde os animais se adaptaram as instalações, seguiu-se o período experimental. O ganho médio diário foi calculado pelas diferenças de ganho de peso e o número de dias em confinamento. A ultrassonografia foi realizada aos 150 dias de idade, onde foi feita a espessura de gordura do longissimus dorsi. Antes do abate foram realizadas as medidas de biometria (altura do dorso e posterios, perímetro torácico e da perna, comprimento corporal e da perna e largura do peito e garupa) e também o escore de condição corporal. Após o período experimental os animais foram enviados ao abate.Os dados foram analisados por análise de variância e teste Tukey, o nível de significância adotado foi de 5%.


Resultados e Discussão

Ao analisar a classe sexual, foi observado (Tabela 1) que os machos apresentam maior peso final e consequente maior ganho médio diário que as fêmeas. Também apresentaram algumas diferenças nas medidas biométricas, como altura de dorso e altura de posterior. Borges et al. (2011) relataram que o desempenho superior obtido pelos machos em comparação às fêmeas se deve ao hormônio anabólico testosterona produzido pelos machos, o que corrobora com o presente estudo, visto que os machos utilizados foram inteiros. As diferenças nas variáveis mostram que como os animais machos possuem um maior ganho médio diário, consequentemente esses animais crescem mais rapidamente apresentando medidas e peso maior ao abate. Era de se esperar que as fêmeas apresentassem maior espessura de gordura, porém isto não foi observado, provavelmente porque os animais foram abatidos antes da puberdade – onde ocorre alterações na deposição de tecidos.


Conclusões

Os machos apresentam um maior ganho de peso, chegando mais rápido ao peso de abate, reduzindo o tempo de confinamento. Isso reduz os custo e aumenta a lucratividade da terminação de animais em confinamento.


Gráficos e Tabelas




Referências

BORGES, C.A.A. et al. 2011. Substituição de milho grão inteiro por aveia preta grão no desempenho de cordeiros confinados recebendo dietas com alto grão. Semina: Ciências Agrárias: 32, 2011-2020. CARVALHO, S; PIVATO, J; VERGUEIRO, A; KIELING, R; TEIXEIRA, R.C. Desempenho e características quantitativas da carcaça de cordeiros da raça suffolk, castrados e não castrados, terminados em confinamento. Revista Brasileira de Agrociência, v.11, n. 1, p. 79-84, 2005. KORITIAKI, N. A. Fatores ambientais que afetam o desempenho ponderal e medidas corporais decordeiros de diferentes grupos genéticos. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) –Universidade Estadual de Londrina, Londrina. 2011. NATIONAL RESEARCH COUNCIL - NRC. Nutrient requirement of small ruminants: sheep, goats, cervids and new camelids. Washington: National Academy Press, 384p, 2007. OSÓRIO, J. C. S.; OSÓRIO, M. T. M.; JARDIM, P. O. C. Métodos para avaliação de carne ovina in vivo na carcaça e na carne. Pelotas: Ed. UFPEL, 1998. p. 107. REIS, G.L.; ALBUQUERQUE, F.H.M.R.;TEODORO, R.L. et al. Estimativa do peso vivo de vacas mestiças leiteiras a partir de medidas corporais. In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 41., 2004, Campo Grande. Anais... Campo Grande: SBZ, 2004. CD- ROM. SILVA, V.B. Dietas com diferentes fontes de fibra para genótipos ovinos, 2011. 166p. Tese (Doutorado). Universidade Federal de Minas Gerais, 2011.






©2020 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?