A Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ) teve acesso, por meio do portal do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio Grande do Norte (CRMV-RN), a uma minuta proposta pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) para mudanças na orientação e procedimentos do responsável técnico que impactam diretamente o ambiente de atuação profissional dos zootecnistas. Desta forma, a diretoria executiva está convocando os zootecnistas e Centros Acadêmicos de todo o país a se manifestarem junto aos seus Conselhos Regionais, seja de forma direta ou por meio dos zootecnistas representantes componentes da gestão em curso, sobre o documento, que não foi apresentado oficialmente à ABZ para conhecimento do seu inteiro teor.

De acordo com Marinaldo Divino Ribeiro, presidente da ABZ, alguns Conselhos Regionais, como de Rio Grande do Norte, estão disponibilizando consultas públicas para que zootecnistas e médicos veterinários se manifestem sobre as possíveis mudanças, por isso, a participação da classe é fundamental.

A ABZ, ainda ontem (8), constituiu um grupo de trabalho para analisar a proposta que subsidiará seu posicionamento na perspectiva de fazer a defesa intransigente dos interesses dos profissionais zootecnistas.

“Nós devemos analisar os termos da minuta e apresentar as correções necessárias para que sejam respeitadas as atribuições profissionais estabelecidas em lei ao zootecnista. Nós não queremos tratamento especial, queremos tão somente respeito e tratamento isonômico pelo conselho de classe ora constituído, para que os atuais e as novas gerações de profissionais possam competir em condições de igualdade, livres de instrumentos normativos ou orientativos restritivos, pelos postos de trabalho nas áreas de competência por formação do zootecnista”, reforça Marinaldo.

Mais cedo, nesta sexta feira (9), o Centro Acadêmico de Zootecnia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (CAZOO-UFRN) emitiu uma nota de repúdio (veja ao final da página) sobre as possíveis mudanças propostas pelo CRMV-RN.

“É hora dos zootecnistas e dos estudantes de Zootecnia se manifestarem para evitar potenciais prejuízos ao livre exercício da nossa profissão”, finaliza Marinaldo.

Para conferir a proposta do CFMV, clique aqui. Confira, abaixo, a nota do CAZOO-UFRN.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por CAZOO UFRN (@cazooufrn) em

2 Comentários
  1. Omer Almeida 2 semanas atrás

    Prezados,
    Bom dia e parabéns pela inciativa.
    Descrevo abaixo alguns pontos que, segundo proposta do CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA VETERINÁRIA, afronta nosso campo de atuação:

    – 1.3 EXPOSIÇÕES, FEIRAS, LEILÕES E OUTROS EVENTOS PECUÁRIOS
    Habilitação para: Médico Veterinário

    -3.1 ESTABELECIMENTOS DE ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL
    Habilitação para: Médico Veterinário

    -3.1.1 Estabelecimentos de carne e derivados
    Habilitação para: Médico Veterinário

    -3.1.2 Estabelecimentos de leite e derivados
    Habilitação para: Médico Veterinário

    -3.1.5 Estabelecimentos de mel e cera de abelha e seus derivados
    Habilitação para: Médico Veterinário

    -3.2 ESTABELECIMENTOS QUE INDUSTRIALIZAM RAÇÕES, CONCENTRADOS, INGREDIENTES E SAIS MINERAIS PARA ALIMENTAÇÃO ANIMAL
    Habilitação para: Médico Veterinário ou Zootecnista

    -4.1 CASAS AGROPECUÁRIAS, PET SHOPS, DROGARIAS VETERINÁRIAS FARMÁCIAS VETERINÁRIAS E FARMÁCIAS VETERINÁRIAS POPULARES E ESTABELECIMENTOS QUE COMERCIALIZAM E/OU DISTRIBUEM PRODUTOS VETERINÁRIOS, RAÇÕES, SAIS MINERAIS E ANIMAIS
    Habilitação para: Médico Veterinário

    -5.4 PENSÕES, HOTÉIS, ESCOLAS DE ADESTRAMENTO, EMPRESAS DE ALUGUEL DE CÃES DE GUARDA E CONGÊNERES
    Habilitação para: Médico Veterinário

    -5.6 LABORATÓRIO DE BIOTECNOLOGIA
    Habilitação para: Médico Veterinário

    -6.2 Biotérios
    Habilitação para: Médico Veterinário
    Nesse item, saliento que TODOS os tipos de biotério são sistemas de produção, portanto, zootecnistas DEVERÃO ser responsáveis, sendo necessária APENAS a presença de veterinário nas ações que são correlatas à profissão.

    -7 ONGs – ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS
    Habilitação para: Médico Veterinário


    2. ZOOLÓGICOS, ANIMAIS DE VIDA LIVRE, CRIATÓRIOS DE ANIMAIS SILVESTRES, EXÓTICOS E OUTROS
    Embasado na IN IBAMA 07/15, somos excluídos, conforme segue:
    II – para Jardins Zoológicos: declaração de responsabilidade técnica pelo empreendimento, assinada por profissional legalmente habilitado e cópia do contrato de assistência permanente de médico veterinário, biólogo, tratadores e segurança;

    Agradeço a atenção e espero está contribuindo para maior consolidação e respeito à nossa profissão.

  2. Marcos borges 1 semana atrás

    É importante aproveitar estes momentos para sugerir a ceiaçao do Coselho Zootecnia, nao podemos mais ficar sob o comando de um conselho antagonico aos nossos interesses.

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?