2019 está quase chegando ao fim e, como de costume, a diretoria executiva da Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ) realizou um balanço das suas principais ações do ano – e daquelas que ainda estão por fazer em benefício do coletivo e da nossa própria ABZ.

“Nesse ano, a palavra chave foi “resiliência”. Resiliência no sentido de lidar com questões desfavoráveis, adaptar-se as mudanças, superar obstáculos e resistir à pressão de situações adversas – e estas não foram poucas”, relembra o presidente Marinaldo Divino Ribeiro.

Os trabalhos da associação seguiram o que propõe, justamente, o lema da ABZ: “Juntos, somos mais fortes”. De mãos dadas com o coletivo de zootecnistas e estudantes, a ABZ e seus órgãos institucionais propuseram ações para que a classe se tornasse, justamente, mais forte e capaz de ser resiliente, agregadora e defensora dos nossos interesses profissionais.

Algumas das principais ações empreendidas pela ABZ neste ano foram:

  • Criação da Olimpíada Brasileira de Zootecnia;
  • A realização do Congresso Brasileiro de Zootecnia (Zootec) ajustado à realidade possível da sede organizadora na terra do Zebu, a origem de surgimento cronológico da história da Zootecnia no Brasil, e escolha das sedes de 2020 e 2021;
  • Estabelecimento de modelo e contratualização da sede eleita para organização do Zootec;
  • A manutenção dos valores de anuidade;
  • A ampliação do número de sócios;
  • A articulação com novos componentes do Congresso Nacional, Deputados Federais e Senadores, na perspectiva de encaminhar os projetos de interesse dos Zootecnistas;
  • Apresentação da Zootecnia e de sua importância para o país à nova composição de Deputados Federais e Senadores da atual legislatura e MAPA;
  • Elaboração e disponibilização aos diretores de proposta de projeto de lei para inclusão do cargo de Zootecnista nos estados e municípios;
  • Elaboração, interlocução e encaminhamento de documento consolidado para a Comissão Assessora ENADE do INEP/MEC;
  • Ampliação de parcerias institucionais na perspectiva de ampliar a inserção e apoio institucional da ABZ entre as entidades e coletivo da Zootecnia nacional e oferecer aos sócios novas oportunidades;
  • Integração das novas diretorias nacionais e representação estudantil nas reuniões de Diretoria Executiva mensais;
  • Desenvolvimento de campanha de valorização profissional com o tema “orgulho de ser zootecnista”
  • Disponibilização da e-Zoo nas modalidades app e WebZoo para sistemas Android e iOS, respectivamente;
  • Criação de novo site, com nova estrutura interna, layout contemporâneo e sistema de sócio com interface mais amigável, sendo que o site ainda está em alimentação das informações;
  • Ampliação das ações jurídicas em benefício dos Zootecnistas;
  • Vinculação do Fórum Nacional de Coordenadores à ABZ;
  • Estabelecimento de novas estratégias de acolhimento e tratamento dos sócios em eventos institucionais;
  • Vigilância aos projetos de lei de interesse dos Zootecnistas em tramitação no Congresso Nacional;
  • Aprofundamento das reflexões sobre a Lei 5.550/68 e ações estratégicas a serem adotadas na perspectiva de melhorar o ambiente de trabalho do Zootecnista;
  • Estabelecimento de recomendações institucionais da ABZ para as instituições de ensino em diferentes aspectos;
  • Ampliação da valorização profissional por meio de matérias com Zootecnistas destaques ou referências em diversas áreas de atuação profissional;
  • Criação de novo grupo oficial da ABZ no aplicativo Telegram com normas de funcionamento e administração restrita;
  • Aprovação de novo estatuto institucional;
  • Criação e publicação do manual de uso da marca da ABZ e revisão do manual da marca da Zootecnia;
  • Criação da lista dos Zootecnistas mais influentes do ano.

“Não obstante às ações executadas acima mencionadas, temos muito o que fazer e temos clareza dos passos dados para continuar a qualificar a gestão institucional, a conferir transparência dos atos administrativos desempenhados pela diretoria executiva e assessorias ou órgãos complementares, a ampliar a presença da ABZ perante as instituições de ensino, órgãos e empresas públicas ou privadas, associações e sociedades congêneres no escopo de atuação, a reforçar os laços com as coordenações de ensino, a estabelecer parcerias em benefício dos sócios e sócias, promover a Zootecnia e as pessoas da nossa comunidade, a garantir a realização dos nossos eventos coletivos e de reflexões para tomada de decisão e, sobretudo, para defender nosso ambiente e condições de trabalho nas dimensões política e jurídica”.

Em 2020, a associação seguirá de mãos dadas e resiliente na construção da história da Zootecnia.

“Obrigado a você sócio e sócia que reconhece e faz da ABZ uma instituição de representação qualificada, proativa e propositiva na sua ação de bem fazer por nossa Zootecnia”, finaliza Marinaldo.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2020 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?