Em mais uma edição do quadro Prosa com Zootecnista, trazemos uma entrevista com Caio Rossato. Ele é formado em Zootecnia pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) em 2012. Teve passagem pela Marfrig Alimentos, onde trabalhava com as linhas de carnes especiais e gourmets. Trabalhou com SISBOV, em zonas de fronteiras do MS, possibilitando padronização de processos e sistemas de emissão de NFs e GTAS da região.

Atualmente, Caio é proprietário da PECBR Consultoria, empresa que se tornou referência em acompanhamento técnico de abates de bovinos no país, acompanhando mais de 110.000 carcaças em mais de quatro estados e também no Paraguai.

 

ABZ: O que te levou a cursar Zootecnia?

Caio: Venho de uma família totalmente urbana e, sempre que fazíamos algum passeio que tinha contato com animais, eu ficava encantando. No momento em que estive no ensino médio, me deparei com duas opções, veterinária e biologia. Com algumas amizades e orientações ao longo do segundo ano, optei por veterinária, até então não conhecia a Zootecnia. No meio do terceiro ano, prestei vestibular pra Zootecnia na UFMS e passei na primeira chamada. Foi ai que um amigo do meu pai, pecuarista, me fez uma grande observação: “Meu amigo, se você quer cuidar dos animais pra eles produzirem mais, faça Zootecnia, leia mais sobre essa profissão que pra mim será o melhor caminho”. Aquela direção ficou na minha cabeça e passei a estudar mais sobre o curso e acabei assumindo a vaga. Até hoje sinto que foi uma das melhores escolhas que já fiz na vida.

 

ABZ: Qual a sua atuação profissional hoje?

Caio: Atuo no ramo de performance de carcaça bovina com acompanhamento técnico de abates e padronização de carcaças para mercados consumidores (varejo, atacado). Fazemos um trabalho fomentando a melhoria da qualidade da matéria-prima fornecida ao frigorífico que consequentemente trará impacto direto na qualidade da carne. Nossa missão é tornar a cadeia da carne mais justa e rentável.

 

ABZ: Como você enxerga o mercado de trabalho da profissão? Na sua área e como um todo.

Caio: Um mercado com excelentes oportunidades principalmente para zootecnista. Tenho visto muitos colegas liderando setores nos frigoríficos e instituições, mostrando cada dia mais que a Zootecnia tem formado excelentes profissionais.

 

ABZ: Quais os principais desafios da área que você escolheu seguir carreira?

Caio: Os desafios são como de qualquer setor. Mas no geral, acredito que seja a falta de gerenciamento de informações para tomadas de decisão, tanto por parte dos pecuaristas, quanto dos frigoríficos, o que acaba se tornando uma oportunidade para nós zootecnistas.

 

ABZ: Para quem está prestes a entrar no mercado de trabalho e quer seguir carreira no seu segmento, qual a sua dica?

Caio: Autoconhecimento de suas limitações e pontos fortes para que você saiba o que realmente te move. Antes de decidir o que quer, saiba se você realmente vai amar o que faz, porque só amando o que você faz que terá forças pra ser o melhor e enfrentar as barreiras profissionais e corporativistas.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2018 Associação Brasileira de Zootecnistas
ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?