Um levantamento realizado neste mês evidenciou a desproporcionalidade de zootecnistas nos quadros representativos do Sistema CFMV/CRMV’s. Os dados, retirados do site do próprio Conselho Federal de Medicina Veterinária, foram compilados pelo zootecnista Jorge Luiz de Oliveira Corrêa, ex-presidente da Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ).

Segundo o levantamento, hoje o Sistema possui em todas as suas repartições ao redor do país apenas 45 zootecnistas contra o montante de 384 médicos veterinários. Nas Diretorias, são 9 zootecnistas e 102 veterinários. Nos Conselhos Efetivos, são 25 zootecnistas e 141 veterinários. E nos Conselhos Suplentes, são 11 zootecnistas e 141 veterinários.

“Os zootecnistas não decidem absolutamente nada, pois os assuntos decisórios são tratados nos colegiados de diretoria e plenárias e os zootecnistas estão em flagrante minoria nestas alçadas, às vezes chegando ao nulo. A título de esclarecimento, as decisões são tomadas por maioria simples em ambos os colegiados, sendo que nas reuniões plenárias o colegiado se compõe de 10 membros, 4 diretores e 6 conselheiros efetivos, ou seja, conselheiro suplente que esteja presente na assembleia não tem direito a voto”.

O levantamento realizado por Corrêa é uma resposta a citação dada pelo CFMV em nota divulgada no final de julho, quando o Conselho tentou justificar uma atitude arbitrária de tentar retirar direitos da categoria com a afirmação de que, na época, zootecnistas possuíam 20% dos cargos eletivos do Conselho, dando a entender que os profissionais teriam poder de decisão nas pautas do Sistema.

“Ao final do parágrafo a nota oficial pontua: ‘Há ampla e efetiva participação dos zootecnistas na propositura de temas, no assessoramento e nos processos decisórios do CFMV, sempre com respeito mútuo entre as duas profissões’. A planilha apresentada [por nós] desmente categoricamente esta afirmativa”, reforça Corrêa.

3 Comentários
  1. André Luís Marques Nunes 4 semanas atrás

    CFZ JÁ!!! Chega de ser pau de escora e pagar pelo que não temos

  2. Alvimar costa 2 semanas atrás

    Concordo plenamente. Já passou na hora de desvincular do conselho de veterinária. Atual.entw o conselho serve apenas para nos cobrar, e fazer reserva de mercado para veterinário.

  3. Douglas Barbosa 2 semanas atrás

    Perdem mercado a cada dia que passa! querem manter os empregos dos colegas veterinários na base do documento arbitrário (tapetão), a quem interessa somente a classe MV.
    O mercado de trabalho está em constante evolução, hoje não querem mais saber do teu diploma, mas se tu resolve ou não o problema, e está mais que provado que o zootecnista é profissional apto!
    Porém, ser competente já não é mais suficiente, as ultimas noticias do cfmv são a prova disso!

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2020 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?