Ele costuma ser estampado em camisetas, chaveiros, copos e em outros objetos. Muita gente admira, mas será que é claro o significado de cada elemento no símbolo oficial da Zootecnia no Brasil? O professor e médico veterinário Pedro Surreaux, idealizador da logomarca, explicou cada elemento da arte em uma palestra recente, ministrada durante o XXVI Congresso Brasileiro de Zootecnia (Zootec), em Santa Maria.

Pedro Surreaux, idealizador do símbolo da Zootecnia (Foto: Caio Budel/ABZ)

Segundo Surreaux, o símbolo é mais novo do que a profissão no país. Tem 43 anos e foi criado por ele a pedido do professor Mário Hamilton Villela, na época reitor e um dos responsáveis pela implantação do primeiro curso de Zootecnia do Brasil. Apesar de ter sido criado em 1973, o símbolo só foi oficializado em 2006.

“Esse símbolo da Zootecnia eu criei em meados de 1973. Mas eu nunca imaginei que ele fosse ter essa aceitação e ser usado no país inteiro”.

Ainda segundo Surreaux, o símbolo atual do curso tem pequenas diferenças do que foi criado por ele anos atrás. Uma das diferenças está no formato da cabeça do bovino, localizada no centro do símbolo. Para o professor, a escolha do bovino foi representativa.

“Eu lutei muito para que a cabeça do boi no centro não pudesse identificar nenhuma raça. Queria isso para não desmerecer nenhum grupo de bovinos. O bovino foi escolhido para estar no símbolo apenas como uma representação da capacidade de produção do zootecnista. Mas poderia ter optado também por um suíno, ovino, enfim”.

Outra diferença entre a logo atual e o símbolo proposto por Pedro está no “círculo dentado”. Inicialmente, o elemento tinha a função de representar as instituições do país que ofertavam o curso. Hoje, a função dos “dentes” é representar o dia em que foi criado o primeiro curso de Zootecnia do Brasil, com 13 retângulos na parte superior e 13 na parte inferior.

“Hoje em dia não caberia na arte cada dente para representar as mais de 100 universidades que ofertam a Zootecnia no Brasil”.

Sobre o “Z” vermelho no centro do símbolo, Pedro explica que o objetivo era mostrar a dominação da profissão. O trevo verde, sobreposto no “Z”, representa toda a nutrição animal.

“Todos os elementos estão envoltos em círculos. A ideia era mostrar que o que estava dentro era uma verdade absoluta”.

(Ilustração: Caio Budel/ABZ)

1 Comentário
  1. polissonografia df 12 meses atrás

    Ola! Obrigado.Grande artigo.

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?