A preocupação com a sustentabilidade nas fazendas vem fazendo a diferença na hora da produção. Um exemplo da importância de modelos sustentáveis em empreendimentos deste tipo foi apresentado pelo programa Nosso Campo, que visitou uma fazenda de Guararapes, no interior de São Paulo.

De acordo com o zootecnista Pedro Pagliari Braga, para uma fazenda para ser considerada sustentável ela deve ser socialmente justa, ambientalmente correta e comercialmente viável. Ele lembra que é importante dar todas as condições de trabalho para os funcionários, estar dentro das leis vigentes no país e fazer com que tudo funcione para ser lucrativa.

Segundo Braga, uma das preocupações necessárias está na destinação correta do lixo. Na fazenda de Guararapes, a coleta do lixo orgânico e reciclável é feita em parceria com a prefeitura e o óleo queimado fica armazenado em tambores até uma empresa especializada recolher e dar a destinação correta.

Outra preocupação é relacionada a contaminação do ambiente. Quando animais da propriedade morrem, por exemplo, eles são enterrados em um espaço apropriado. A preocupação é redobrada em situações em que não se sabe a causa da morte.

Ainda segundo Braga, o reflorestamento é outro cuidado importante. A fazenda tem 13 áreas de preservação ambiental. O plantio das árvores começou em 2005 e, atualmente, são quase 300 mil. Todas de espécies nativas, como anjico, aroeira, cedro e peroba.

“O esforço tem que ser diário e com planejamento. E todos saem ganhando, inclusive as próximas gerações”.

1 Comentário
  1. Suelen 3 anos atrás

    Para mim so isso nao é o bastante, de acordo com o que estamos passando com a mudança climática e com o desmatamento, so isso dito nao irá resolver. Temos que obter mais estudos e mais soluçoes.

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?