A Comissão Nacional de Ensino de Zootecnia e o Fórum Nacional de Coordenadores de Ensino de Graduação em Zootecnia, órgãos suplementares da Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ), enviaram sugestões de alterações à nova tabela de classificação dos cursos de graduação e sequenciais – versão 2018. As contribuições foram enviadas ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo novo catálogo.

De acordo com Marinaldo Divino Ribeiro, presidente da ABZ, as contribuições da Comissão e do Fórum atendem, em grande parte, a área oito da proposta, que emite determinações sobre a Agricultura, Florestal, Pesca e Veterinária.

“Apesar de compreendermos que o intuito primordial do documento é estabelecer certa equivalência entre cursos de graduação internacionalmente, e que a catalogação internacional é de difícil modificação, sugerimos a alteração da nomenclatura da Área Geral 08 para Agricultura, Silvicultura e Ciência Animal, por representar os três grandes eixos das ciências agrárias, sendo estes a produção vegetal agrícola e florestal, bem como a criação de animais em todos os ramos e aspectos, como zootecnia, veterinária e pesca”.

Além desta sugestão, a ABZ também pede ao Inep a criação de uma área específica para a Zootecnia no documento.

“Com o intuito de equiparar os cursos de graduação tradicionais e de dispersão mundial, sugerimos a criação da Área Específica 085 – Zootecnia, a Área Detalhada 0851 – Zootecnia e rótulo 0851Z01 – Zootecnia”.

Estas e outras e outras alterações foram compiladas, também, em tabela, disponível neste documento. O Inep também já emitiu resposta sobre as solicitações da ABZ. Acesse aqui.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2018 Associação Brasileira de Zootecnistas
ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?