Um acordo bilateral entre o Brasil e o Uruguai permitirá o comércio de embriões bovinos in vitro (fertilizados em laboratório) entre os dois países. No mês passado, o Brasil assinou acordo com o mesmo objetivo com a Bolívia. Hoje, os embriões de bovinos brasileiros in vitro já são exportados para o Paraguai, Costa Rica, Botswana, Moçambique, República Dominicana e Etiópia.

De acordo com o Departamento de Saúde Animal (DSA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a ampliação das exportações de embriões de bovinos in vitro foi debatida durante a Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Transferência de Embriões (SBTE), em agosto de 2014. Naquela época, especialistas se comprometeram a contribuir na discussão de acordos sanitários voltadas ao aumento do comércio internacional de embriões de bovinos in vitro.

Ainda segundo informações do Mapa, o diagnóstico feito na época era o de que o estabelecimento de protocolos sanitários entre países para o comércio de embriões in vitro era incipiente em escola global.

“Isso ocorria principalmente por causa da falta de conhecimento científico para balizar a fixação de requisitos sanitários pelos serviços veterinários oficiais, o que era necessário para possibilitar as exportações de genética bovina com a preservação da saúde dos rebanhos”, informou a assessoria do ministério.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2020 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?