(Foto: arquivo pessoal/Reprodução)

Uma startup idealizada pela zootecnista Andréa Mesquita ganhou destaque na imprensa esta semana por apresentar uma proposta diferente: ela demonstra a importância da qualidade da carne bovina para os profissionais que integram a cadeia produtiva, desde a criação do gado até o consumo final. Chamado ‘Território da Carne’, o negócio foi pauta no canal Giro do Boi e chamou a atenção de zootecnistas e profissionais do meio agro.

Atualmente, Andréa viaja o Brasil ministrando palestras e cursos para diversos profissionais do setor, que atuam neste segmento tanto prático quanto teórico. O foco é sempre o mesmo: democratizar o conhecimento para um consumo de carne mais consciente e eficiente.

“Quando a gente vai comprar a carne lá no açougue, no supermercado, em uma boutique, a gente entendeu quanto tempo demorou pra esse animal ser criado desde a concepção do bezerro na vaca lá atrás até o nascimento, nutrição, a pastagem, cuidado com a sustentabilidade da propriedade, a questão da logística, no próprio frigorífico, ele (o consumidor) sabe que aquele produto tem valor e ele topa pagar por aquele valor. Então quando eu falo em compreensão da cadeia é desde o pecuarista entender que lá na frente o varejista tem um desafio de colocar esta carne para o consumidor até o consumidor entender que caro é aquilo que não vale. Será que quando eu descobrir o valor da cadeia eu não vou pagar mais por um valor que eu acredito que tem valor agregado?”, indagou Andréa Mesquita em entrevista ao programa.

Relembre a trajetória de Andréa: Zootecnista faz expedição no Brasil para estudar consumo de carne

Em suma, o objetivo do negócio é fazer com que os profissionais conheçam o setor com o objetivo de oferecer aos consumidores justamente a percepção dos atributos que agregam valor à proteína vermelha.

Hoje, além das palestras e cursos, o conhecimento de Andréa é compartilhado, ainda, no YouTube (neste link) e no Instagram (neste link), onde mais de 20 mil pessoas acompanham o seu trabalho.

Assista, abaixo, a entrevista na íntegra:

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?