Utilizar a caixa de transporte para levar o cão ou gato a vários locais, sem stress para eles, não só é possível como também se mostra bastante útil, apesar de muita gente achar que pode ser algo prejudicial para os pets. O zootecnista Alexandre Rossi, especialista em comportamento animal, deu dicas sobre o tema e relembrou que, com os devidos cuidados, não há problema algum no uso. As informações foram publicadas na Veja São Paulo.

(Foto: Reprodução)

Segundo o zootecnista, habituar o cão ou gato a ficarem tranquilos na caixa de transporte traz muitos benefícios, como ser o canto de refúgio do animal.

“Quando você quiser levar seu cão para um passeio de carro, a caixa de transporte garantirá a devida segurança dele e pode até ajudar aqueles que enjoam com o balanço do automóvel. Quando se trata de gato, estar previamente acostumado a caixa de transporte ajuda e muito nas idas ao veterinário”.

Ainda de acordo com Alexandre, em caso de viagem de avião, apesar de muitas companhias aéreas permitirem cães de pequeno porte na cabine – respeitando as regras de peso -, eles também devem ser mantidos em caixas de transporte.

“Cães de grande porte vão no compartimento adequado da aeronave, mas devem estar dentro de uma caixa de transporte. Assim, se seu cachorro já estiver acostumado a ficar dentro de sua própria caixa, certamente a experiência será mais tranquila”.

COMO ACOSTUMAR?

Alexandre explica que quando os donos de pets levarem a caixa de transporte para casa, devem incentivar seu cão ou gato a entrar na nova toca e, caso ele assim faça, o animal deve ser bastante elogiado.

“Mas deixe-o, neste primeiro momento, livre para entrar e sair de acordo com sua vontade, ainda sem fechar a portinha”, relembra Alexandre, explicando que colocar paninhos do cão ou gato dentro da caixa, assim como seus brinquedos preferidos, auxilia no processo. A caixa pode ser usada, inclusive, como casinha, onde o animal poderá dormir também à noite.

“Na hora das refeições, coloque o pote de comida lá dentro e deixe que se alimente lá. À medida que perceber que seu cão ou gato está cada vez mais confortável dentro da caixa, comece a fechar a porta. Feche-a num primeiro momento só por alguns segundos, para abrir imediatamente depois. Depois, vá aumentando o tempo e deixe o pet fechado com brinquedos que liberem comida para que se distraia e antes que ele tente sair, volte e abra a caixa, deixando-o livre para sair ou ficar lá dentro”.

Para finalizar a série de dicas, Alexandre explica que em vez de comprar uma casinha para cachorro ou gato, vale adquirir uma caixa de transporte para que seja utilizada para ser o canto de conforto do pet.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2019 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?