ZOOTEC 2017 | XXVII Congresso Brasileiro de Zootecnia

22 a 24/05/2017 – Santos/SP

Simpósio 8: Cadeia Produtiva de Monogástricos

IMAGEM: Casa da Frontaria Azulejada.

Data: 24/05/2017 (4a. Feira)
Coordenador: Walter Motta Ferreira (UFMG)
Local e Vagas: Salão Urano /  800 congressistas

Segundo o SEBRAE Nacional (2014), cadeia produtiva entende-se pelo processo que parte das matérias-primas, passa pelo uso de máquinas e equipamentos, pela incorporação de produtos intermediários e chega até o produto final, distribuído por uma rede de comercialização. No setor produtivo de animais monogástricos não é diferente, porém devemos lembrar que nessa cadeia matérias-primas são utilizadas na nutrição animal, saúde, bem-estar, instalações e outros, criando indústrias de insumos para essas cadeias produtivas, nas quais os resultados seriam os produtos como carne, ovos e outros. Os produtos finais passam por processos industriais de conservação e processamento e são destinados ao consumidor. Neste Simpósio serão discutidos temas relacionados a nutrição de cadeias produtivas de diversas espécies de animais monogástricos, levando em consideração as novas tendências e avanços na nutrição dessas atividades, levando em consideração os impactos ambientais causados. As maiores atividades da produção de monogástricos do país hoje são a avicultura e suinocultura, além destas há também atividades menores, porém com crescimento expressivo nos últimos anos. A grande evolução da avicultura brasileira, o consequente aumento da produção de resíduos e as exigências impostas pela União Europeia quanto ao controle da excreção de poluentes resultam na busca de novos conceitos relativos à nutrição animal. Dentre esses conceitos, podemos citar o uso da proteína ideal, da injeção de nutrientes in ovo, da alimentação dos animais em fases e a suplementação de aditivos como prebióticos, probióticos, enzimas, extratos herbais e minerais orgânicos nas dietas das aves (PÊSSOA, 2011). Segundo Silva (2015), um dos grandes desafios da moderna suinocultura está relacionado à manutenção e a melhoria do meio ambiente com consequente proteção à saúde humana e animal. Sendo uma atividade considerada altamente poluidora e consumidora de grandes quantidades de água, as empresas suinícolas necessitam de um programa racional de controle de dejetos. É necessário o uso de biotecnologias de produção que além de agregar valor, incorporem em sua dimensão econômica, práticas que visem o bem-estar animal e que utilizadas possam contribuir para uma produção sustentável. Ferramentas nutricionais, nutrigenômica, alternativas ao uso de antimicrobianos repartidores de nutrientes e imunocastração são práticas que podem contribuir para uma produção sustentável. É de suma importância, em um mundo cada vez mais preocupado com segurança alimentar e sustentabilidade na produção, o desenvolvimento de técnicas e conhecimentos que modernizem as cadeias de monogástricos para as novas exigências de mercado, também contribuindo para que os impactos causados por estas atividades sejam minimizados.

24/05/2017 (quarta-feira)
Palestra 2 – Avinesp: modelo de simulação do crescimento e predição das exigências nutricionais de aves.
Nilva Kazue Sakomura - UNESP
13:30 - 14:30
Grupo: Simpósio 8Coordenador: Walter Motta Ferreira (UFMG)

Palestra 3 – Avanços na nutrição e produção de coelhos.
Juan José Pascual Amorós - Universidad Politecnica de Valencia - Espanha
14:30 - 15:30
Grupo: Simpósio 8Coordenador: Walter Motta Ferreira (UFMG)

COFFEE BREAK
15:30 - 16:00
Palestra 4 - Avanços na nutrição e produção de suínos.
Francisco Carlos de Oliveira Silva - EPAMIG
16:00 - 17:30
Grupo: Simpósio 8Coordenador: Walter Motta Ferreira (UFMG)

DISCUSSÕES E ENCERRAMENTO
17:30 - 18:30

24/05/2017 (quarta-feira)

  • Palestra 2 – Avinesp: modelo de simulação do crescimento e predição das exigências nutricionais de aves.
    13:30 - 14:30
  • Palestra 3 – Avanços na nutrição e produção de coelhos.
    14:30 - 15:30
  • COFFEE BREAK
    15:30 - 16:00
  • Palestra 4 - Avanços na nutrição e produção de suínos.
    16:00 - 17:30
  • DISCUSSÕES E ENCERRAMENTO
    17:30 - 18:30
24/05/2017 (quarta-feira)
Palestra 2 – Avinesp: modelo de simulação do crescimento e predição das exigências nutricionais de aves.
Nilva Kazue Sakomura - UNESP
13:30 - 14:30
Grupo: Simpósio 8Coordenador: Walter Motta Ferreira (UFMG)

Palestra 3 – Avanços na nutrição e produção de coelhos.
Juan José Pascual Amorós - Universidad Politecnica de Valencia - Espanha
14:30 - 15:30
Grupo: Simpósio 8Coordenador: Walter Motta Ferreira (UFMG)

COFFEE BREAK
15:30 - 16:00
Palestra 4 - Avanços na nutrição e produção de suínos.
Francisco Carlos de Oliveira Silva - EPAMIG
16:00 - 17:30
Grupo: Simpósio 8Coordenador: Walter Motta Ferreira (UFMG)

DISCUSSÕES E ENCERRAMENTO
17:30 - 18:30

24/05/2017 (quarta-feira)

  • Palestra 2 – Avinesp: modelo de simulação do crescimento e predição das exigências nutricionais de aves.
    13:30 - 14:30
  • Palestra 3 – Avanços na nutrição e produção de coelhos.
    14:30 - 15:30
  • COFFEE BREAK
    15:30 - 16:00
  • Palestra 4 - Avanços na nutrição e produção de suínos.
    16:00 - 17:30
  • DISCUSSÕES E ENCERRAMENTO
    17:30 - 18:30
No events available!

Obs: a primeira palestra do dia (palestra 1) será uma palestra magna, comum a todos os congressistas, e que acontece das 10:30h às 12:00h.

NOTÍCIAS

©2019 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?