Uma decisão assinada no final da noite de ontem (30) afastou, em caráter liminar, a Chapa 10, uma das três concorrentes no pleito eleitoral do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). A chapa afastada é encabeçada pelo atual presidente do Sistema e candidato à reeleição, Benedito Fortes de Arruda. No dia 24 deste mês, a juíza substituta da 5ª Vara Federal no Distrito Federal, Diana Maria Wanderlei da Silva, já havia sinalizado, também em caráter provisório, que Benedito não poderia ser reeleito, alegando, entre outros pontos, o decreto 8.870/16 (entenda aqui). O mandado de segurança que afastou a chapa de Benedito ontem (30) foi assinado pelo juiz federal Alexandre Jorge Fontes Laranjeiras e entregue na manhã desta quinta feira (31) para a Comissão Eleitoral Federal do CFMV.

Leia também: Diretoria eleita da ABZ faz propostas para gestão do CFMV

Com a decisão do juiz, a eleição do CFMV, que acontece às 8h desta sexta feira (1), em Brasília, só contará com duas chapas concorrentes, ambas opositoras à administração de Benedito. A medida judicial foi tomada com base em uma denúncia realizada pela Chapa 30, que entrou com recurso na justiça pedindo o impedimento de Benedito alegando que ele está respondendo a um processo de improbidade administrativa. Segundo informações extraoficiais, Benedito teria recorrido com um agravo de instrumento, porém, teria tido o pedido indeferido. A informação de afastamento da Chapa 10 foi anunciada na página do Facebook da Chapa 30.

HISTÓRICO

À frente do Sistema CFMV/CRMV’s por 18 anos, o médico veterinário Benedito Fortes de Arruda teve uma administração marcada por dar pouco espaço aos zootecnistas e também por ataques à categoria, como quando declarou, em 2015, que a “zootecnia não é considerada profissão” (relembre aqui).

Antes do afastamento oficial da chapa de Benedito, o discurso de que o atual presidente do CFMV não deveria ser reeleito era uniforme entre os zootecnistas.

QUEM CONCORRE?

Com o mandado de segurança que afastou a chapa de Benedito, a categoria dos zootecnistas passa a ser representada por quatro profissionais da área nas eleições para o próximo triênio.

A Chapa 20, liderada pelo médico veterinário Francisco Cavalcanti de Almeida, conta com três zootecnistas na lista. Wendell Lima no cargo de conselheiro efetivo e os zootecnistas Fábio Holder e Paula Gomes Rodrigues como conselheiros suplentes.

Já na Chapa 30, liderada pela médica veterinária Ana Elisa Fernandes, a zootecnia é representada por Walter Motta Ferreira, que concorre ao cargo de conselheiro efetivo.

A nova diretoria e os novos conselheiros do próximo triênio serão eleitos pelos delegados dos Conselhos Regionais, por maioria absoluta de votos. Na mesma reunião são eleitos os suplentes para o Conselho. Cada CRMV tem direito a três delegados-eleitores, sendo dois delegados-natos e um delegado-eleito.

1 Comentário
  1. Jarmerson Ferreira 4 anos atrás

    Deus existe! ????

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2021 Associação Brasileira de Zootecnistas

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?